Feed on
Posts
Comments

o órion

 

não se espante diante

do silêncio estonteante

das galáxias distantes

 

nada sempre

será tão sério

como era antes

 

o irrelevante mistério

das estrelas errantes

 

o inútil cemitério

de diamantes

 

 

2 Responses to “o órion”

  1. lindo

    permito-me sugerir visita a boa jovem poesia portuguesa

    -espreite “margarida vale de gato”

    sua poesia sempre linda – beijinho

Leave a Reply to DALVA MARIA FERREIRA